Quando pensamos em soluções de segurança e vigilância, a primeira coisa que vem em mente é a segurança patrimonial. Todos sabemos que, devido ao aumento nos índices de violência, este tipo de serviço, a cada dia que passa, está sendo mais procurado.


Mas, no que se refere à opções tecnológicas e inovadoras ou treinamentos de segurança, não se diz, em específico, que estes equipamentos e culturas podem ser usados no auxílio de outras finalidades - como os acidentes de trabalho -, e não somente para assegurar o patrimônio empresarial.

De acordo com o artigo 19 da Lei nº 8.213/91, "acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do art. 11 desta lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho".

Para conhecer os tipos específicos e o que está enquadrado como acidentes de trabalho, acesse o Trabalho Seguro encontrado no portal do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Sabendo disto, é notável a necessidade de se implantar recursos que previnam - ou, até mesmo, ajudem - decisões rápidas em caso de sinistros ou acidentes perigosos, como uma evacuação de incêndio. No entanto, como fazer isso?


Usando as soluções de segurança e vigilância no auxílio da tomada de decisões


Quando uma empresa implanta a segurança patrimonial, conta com recursos tecnológicos, como soluções de segurança e vigilância. Mas, não é somente isso. A partir do momento em que o negócio já dispõe de tudo o que engloba a garantia do seu bem estar, ela tem o apoio ainda dos recursos humanos. Além do treinamento de segurança dos colaboradores para o cultivo e a propagação dos hábitos seguros.

Em resumo, quando se contrata uma empresa terceirizada para a prestação de serviços de segurança patrimonial, você está adquirindo, além de aparatos tecnológicos, todo um corpo que conta com: câmeras, controles de acesso, vigilantes, análise de áreas de risco, estudo de necessidades, treinamento, entre outros. Ou seja, quase todos esses opcionais podem ser usados em prol de uma melhor garantia do trabalho. Porém, de que forma?

Basicamente, após obter segurança patrimonial, quase todos os “cantos” de sua corporação estão sob monitoramento em tempo integral. Além disso, vigilantes fazem rondas periódicas em locais estratégicos, o que lhe proporciona um “sabe tudo” do que há nas vias de fluxo de colaboradores e nos controles de acesso (pessoas não autorizadas, confusões, pedidos de socorro, alertas, tudo o que possa ser observado e avaliado pelos olhos de alguém treinado para se comportar em situações de risco).

Sendo assim, se torna possível à equipe de Segurança do Trabalho gerenciar e observar quais os pontos de risco e lugares ou equipamentos que estão em estágio crítico - ou seja, a beira de um incidente. Desta forma, os responsáveis pela segurança dos trabalhadores podem atuar aplicando manutenções preventivas em áreas e recursos, evitando incidentes que arriscariam a saúde eo bem estar de algum profissional.

Fora isso, com a utilização dos beacons integrados à câmeras de segurança, sensores de temperatura, gás e cor, entre outros, os gestores são capazes de ser alertados sobre um acontecimento no exato momento do ocorrido. Possibilitando tomar decisões necessárias e entrar em contato com órgãos públicos necessários para cada tipo de ocorrência. Tudo isso na palma da mão, através do uso de ferramentas conectadas aos smartphones, que enviam informações em tempo real sobre a estabilidade dos processos produtivos e da segurança da corporação.

Em situações de vazamentos de gases tóxicos, líquidos inflamáveis e corrosivos, é possível fazer o uso dos controles de acesso para isolar as áreas afetadas. Ou então liberar fluxos de evacuação estratégicos, podendo assim assegurar a saúde dos colaboradores.

Lembrando que essas são apenas algumas das formas que as soluções de segurança e vigilância podem ajudar na prevenção de acidentes de trabalho. Estes fatores são algo empírico, que possibilita uma boa estratégia através da experiência e afinidade de gestores coletadas no dia a dia, além da otimização da garantia de bem estar pelos colaboradores.

Gostou deste artigo? Acesse nossa página e conheça mais sobre soluções de segurança e vigilância.

downlo