Capacitação e treinamentos: como a tecnologia está ajudando a formar profissionais mais qualificados

segurança - por Security

8 de Outubro de 2021

Como uma empresa com mais de 8 mil colaboradores distribuídos por 700 municípios diferentes, entendemos a importância de estabelecer uma rotina de treinamentos e capacitações com qualidade mantendo o padrão Security. Na #SecurityShowcaseWeek, a questão do treinamento para operações pulverizadas foi discutida no painel Tecnologia e Pessoas. Mediado por Renata De Luca, também teve a participação de Dedila Costa, da Gupy, Antonio Neves, da Heineken e Rafaella Lopes, da AstraZeneca. 

Durante o bate-papo, a questão da evolução da relação entre o ensino e o aprendizado no treinamento da força de trabalho foi abordado por Dedila Costa - Diretora de Customer Success da Gupy, startup que trabalha com desenvolvimento de tecnologia para recursos humanos -  que comentou que, até pouco tempo atrás, era comum as empresas se preocuparem mais em explicar os procedimentos para os colaboradores do que efetivamente conferir se o conteúdo havia sido entendido. “Por muito tempo, olhamos só para o ensino: o ensino é o que sai de você para as pessoas. Mas como as pessoas retém o conhecimento?” questiona. 

Entretanto, isso vem mudando. Atualmente, existem diversas ferramentas e sistemas disponíveis para acompanhar o quanto as pessoas assimilam, e também há uma preocupação genuína no processo de aprendizado dos profissionais. É possível, por exemplo, utilizar técnicas como gamification para balizar o nível de entendimento de uma aula, fazendo um quiz com perguntas e respostas. Desta forma, caso o conhecimento absorvido não tenha sido o suficiente, pode-se pedir para que o colaborador refaça aquele módulo. 

Outro recurso que evoluiu bastante foi a inteligência artificial sendo empregada no direcionamento profissional. Entendendo o perfil de uma pessoa, quais habilidades ela tem e os temas com os quais se relaciona melhor, fica mais fácil concluir como ela pode crescer na carreira ou até qual atividade perseguir, se for o caso de mudar de área. 

Renata De Luca enfatizou outra vantagem da tecnologia: a facilidade de acesso. “Agora, a capacitação pode ser feita de qualquer lugar. Basta ter uma tela. Pode ser celular ou um  tablet, e a pessoa consegue se manter conectada estando ou não dentro de casa”. Isso encurta distâncias, economiza tempo e soma qualidade de vida.

Por ser especialista em gestão de pessoas, a Security sempre teve o cuidado com os colaboradores como um de seus pilares. Em nossa Universidade Corporativa, hoje, temos  mais de 300 cursos que vão além da capacitação profissional. É possível aprender sobre educação financeira, equidade de gênero e racial, e muitos outros temas de forma gratuita e online. Há ainda parcerias com diversas instituições de ensino espalhadas pelo Brasil para que os colaboradores e seus familiares possam estudar com bolsas de estudo ou descontos. 

Confira na íntegra o painel sobre Tecnologia e Pessoas, da #SecurityShowcaseWeek -  https://bit.ly/3lmoOTR

Comentários

Posts mais lidos