Com o aumento do índice de criminalidade no Brasil, cada vez mais as corporações vêm buscando prestadores de serviço de segurança. A fim de que essa demanda seja atendida, constantemente, são lançados novos dispositivos e softwares que aumentam a abrangência do cuidado patrimonial. No entanto, para que seja possível utilizar a tecnologia patrimonial do futuro, é necessário atualizar os seus equipamentos - os quais, em breve, se tornarão obsoletos.

As opções de atualização são as mais diversas, pois constantemente são lançados novos equipamentos e softwares que facilitam a identificação de possíveis falhas na segurança.

Para que seja possível o uso desses dispositivos tecnológicos, é preciso identificar as suas necessidades e reconhecer quais mecanismos se encaixam tanto no seu perfil, quanto na sua relação custo x benefício.

Os recursos que a tecnologia patrimonial do futuro fornecem são soluções completas e inteligentes para empresas e condomínios. Isso se dá de maneira simplificada, uma vez que é possível utilizar, em muitas ocasiões, apenas os equipamentos tecnológicos para solucionar problemas. Algo que não era possível obter com a tecnologia patrimonial do passado.

Para elucidar você com suas necessidades e saber o que encaixa em seu perfil, separamos neste artigo alguns dos principais dispositivos tecnológicos e suas respectivas funções.

Quais recursos fazem parte da tecnologia patrimonial do futuro?

Quando se trata de tecnologia patrimonial do futuro, pode ter certeza que a maioria das soluções citadas são utilizadas em grandes corporações. Assim, será possível comparar os que você já possui em sua empresa e o que pode ser incorporado.

Estes equipamentos e soluções possibilitam aplicar a inteligência no sistema de segurança corporativo:

Alarmes

Apesar de muito conhecidos e bastante utilizados para inibir possíveis invasões, hoje, não se trata somente de alarmes sonoros e luminosos. Atualmente, quando são incorporados ao sistema de segurança, possibilitam que os responsáveis pela empresa sejam notificados via smartphones sobre qualquer ocorrência.

Acompanhamento em tempo real

O avanço tecnológico possibilitou integrar os alarmes e as câmeras da corporação a tablets e celulares. Com isso, apresentado algum fator de risco, de imediato, é enviado um aviso à prestadora de serviço de segurança e aos responsáveis da corporação acerca de situações suspeitas que estão acontecendo no local.

Ainda é possível, utilizando a Internet, acessar as imagens das câmeras de segurança da empresa em tempo real através de smartphones.

Câmera de visão noturna

Esse tipo de câmera permite visualizar locais com ausência de luminosidade, facilitando a detecção automática de intrusos no meio corporativo, mostrando também a localização e o número exato de invasores.

Acesso biométrico

Os colaboradores e as pessoas que possuem a permissão de circular dentro do ambiente corporativo são registrados por suas digitais. Feito isso, são instalados leitores biométricos nas entradas de acesso restrito, o qual somente libera a passagem no reconhecimento da digital anteriormente registrada.

Além desta função, é possível até integrar na biometria um alarme silencioso. O qual, caso algum colaborador seja feito refém, é acionado e as equipes de segurança são informadas. Isso é possível devido ao cadastramento de duas digitais por colaborador: uma para acesso normal e outra para o alarme.

Reconhecimento facial

Para burlar o acesso restrito, normalmente, senhas e cartões são roubados ou falsificados. Atualmente, até mesmo o acesso biométrico sofre desvios.

Para evitar este tipo de fraude, foi criado o reconhecimento facial. Pois, quando registradas, as peculiaridades únicas da face de cada indivíduo são checadas no momento da entrada. Até mesmo gêmeos podem ser diferenciados através desta tecnologia.

Além dessa facilidade, esse tipo de solução é rápido e prático, pois não tem a necessidade de cartões de acesso e nem de memorização de senhas.

Botão de pânico

Este botão pode ser instalado em pontos estratégicos e áreas de risco. Funciona 24 horas e está ligado diretamente à central de monitoramento. A qual é comunicada silenciosamente caso ele seja acionado, informando o sinistro. Imediatamente após isso, são encaminhadas equipes de segurança em conjunto com forças de segurança pública.

Videomonitoramento

Dispositivos de monitoramento oferecem a aplicação de inteligência em câmeras integradas ao sistema de segurança, tornando o que é somente uma imagem em solução.
Alguns exemplos de integração com câmeras de monitoramento nas corporações são:

  • Recursos analíticos de intrusão (barreira virtual feita por câmera);
  • Contagem de fluxo com detecção facial (registro de entrada e saída de pessoas pelo meio corporativo);
  • Câmeras com detectores de placas de veículos

Através da análise das informações registradas no sistema, este detecta a placa do veículo, liberando ou não a entrada e saída de veículos por portões e cancelas automatizadas.
Em um cenário violento e cada vez mais complexo, devido à ação dos criminosos, o uso de soluções integradas à câmera reduzem drasticamente os custos da empresa, aumentando também a segurança.

Sendo assim, as câmeras deixaram de apenas filmar e começaram a atuar diretamente com intervenções e monitoramento inteligente nos diversos tipos de ambientes corporativos.

Alarme de neblina

Muito utilizado em bancos e em empresas que possuem grande fluxo de clientes, este tipo de alarme é uma nova tecnologia que funciona de modo bem simples. Dentro deste sistema existe a detecção de movimento. Assim que acionado, ele libera uma fumaça densa que é acompanhada de alarme sonoro alto. Em poucos segundo, uma cortina de fumaça é criada no ambiente - o qual fica coberto por ela, eliminando a visibilidade dos criminosos.

Alguns modelos são interligados com as centrais da polícia. Dessa forma, imediatamente, viaturas são acionadas e enviadas ao local do ocorrido.

Drones

Mesmo não se tratando de um lançamento tecnológico, com o avanço da tecnologia e os softwares de integração, várias funcionalidades foram adicionadas ao uso de drones. Entre elas, a produção de imagens que ajudam na segurança do patrimônio.

As imagens feitas através do auxílio de um drone proporcionam visão extremamente ampla do local, o que não é possível com câmeras de monitoramento simples. Além dos recursos de imagem, existem outros, como disparos de jatos de tinta - para facilitar a identificação do indivíduo em fuga - e detecção térmica.

Além da amplitude da visão que as câmeras integradas no drone disponibilizam, elas evitam a exposição de seguranças a situações de risco.

Câmeras acopladas no vigilante

Acoplar pequenas câmeras aos vigilantes é a nova tendência. Geralmente, são instaladas nos coletes ou na cabeça dos profissionais. Este tipo de solução é eficiente não apenas para controlar a postura dos colaboradores, mas também para inibir ações de pessoas que interajam com os seguranças.

Os hospitais têm usado esta tecnologia, visando inibir o mau comportamento de familiares de pacientes que, em certas situações, perdem o controle e desrespeitam os procedimentos locais. Quando filmado, o indivíduo tende a mudar de postura e melhorar o comportamento.

É possível também, através das câmeras, em situações de incidentes, avaliar se a postura do vigilante e o procedimento foram corretos. Permitindo corrigir e treinar melhor a equipe, usando os dados captados pelas imagens capturadas.

Entendendo a tecnologia patrimonial do futuro

A automação dos sistemas, feita pela integração de dispositivos tecnológicos, permite que, de forma digital, a segurança seja feita de forma simples e eficaz. Confira os benefícios da tecnologia patrimonial do futuro:

Precisão

A atualização do sistema de segurança de sua corporação eleva o nível de proteção. Pois os recursos inteligentes, como câmera e alarmes integrados, funcionam como uma dupla checagem. Possibilitando, assim, identificar irregularidades que, mesmo com a atenção dos vigilantes treinados, não seria possível detectar de imediato.

Economia

A automação de sistemas possibilita o controle de fatores importantes e que geram muita economia para as empresas. Podemos utilizar o dimmer como exemplo. Ele é uma forma automatizada das lâmpadas acenderem, apagarem e controlarem a luminosidade, gerando até 30% de economia na energia gasta com iluminação.

Além disso, dispositivos tecnológicos substituem funcionários em diversas atividades, pois a integração permite que operações de segurança fiquem concentradas em uma quantidade menor de colaboradores.

Sustentabilidade

A economia de energia e água, resultantes da automação dos sistemas de ar condicionado e iluminação, além de ser positiva financeiramente para a empresa, ajuda a colaborar com a saúde de nosso planeta.

Customização e Flexibilidade

Os equipamentos eletrônicos disponíveis hoje no mercado permitem o desenvolvimento de projetos customizados, que atendem exatamente o necessário para cada organização. Com essa grande disponibilidade, é possível utilizá-los em conjunto - mesmo que estes sejam de marcas diferentes. O que ajuda na redução do orçamento e facilita a ampliação do sistema de segurança.

Sabendo destes dispositivos tecnológicos, para que servem, como operam e se encaixam no perfil da sua empresa, é possível identificar se você está usando tecnologia patrimonial do passado ou do futuro. Realize conferências, leia com atenção e analise qual quantidade já usa ou pensa em usar. 

Este artigo foi útil para você? Leia mais sobre como entender as reais necessidade de sua empresa, em nosso blog!

downlo