Segurança pessoal: saiba mais sobre como funciona a atividade

- por Security

22 de Julho de 2021

A segurança pessoal privada tem como objetivo principal manter a integridade física de uma pessoa, reduzindo riscos em sua vida e privacidade.

De acordo com Marcelo Marques, Chief Commercial Officer (CCO) da Security Segurança e Serviços, riscos estão presentes em praticamente todas as ações da rotina de qualquer pessoa. “Por isso, pessoas que atuam com projeção social ou financeira precisam contar com serviços de segurança pessoal com o objetivo de atenuar os riscos a que estão expostas”, destaca.

 O que faz a segurança pessoal privada

Para garantir efetividade na proteção é necessário um plano de segurança baseado em uma rigorosa análise de risco de cada indivíduo. “Empresas especializadas em gestão da segurança, como a Security, realizam um estudo da rotina do cliente, detectando as vulnerabilidades e ameaças que podem afetar seu dia a dia e elaboram um planejamento que permite uma atuação mais eficaz e com rápidas respostas de defesa”, afirma o CCO.

Executadas pelos Vigilantes de Segurança Pessoal (VSPPs), as ações que objetivam reduzir ou responder aos riscos de roubo, sequestro, assassinato, ou qualquer outro ato criminoso, devem ser pautadas também pelos chamados “Princípios e Procedimentos de Segurança”, que auxiliam na proteção contra lesão não-intencional; situações prejudiciais ou embaraçosas para a imagem profissional ou pessoal do cliente; ou ainda ataques intencionais.

Definição da equipe de Segurança Pessoal

Contar com uma empresa especializada em gestão da segurança é essencial, pois, além da realização de uma análise de risco, um parceiro comercial com solidez, ética e comprometimento garante que o protegido tenha um plano operacional de segurança de excelência, com equipe especializada e todos os recursos necessários para garantir sua segurança. O CCO da Security destaca que na empresa, os agentes são selecionados em um rigoroso processo de seleção.

“Fazemos um levantamento do perfil psicológico e emocional; das habilidades técnicas como direção defensiva e evasiva; avaliamos o conhecimento sobre táticas antissequestros; se possuem treinamento adequado para utilização de armas letais e não letais; e se têm conhecimento de defesa pessoal”, elenca.  

Marcelo explica que os vigilantes pessoais também são escolhidos de acordo com o perfil desejado pelo cliente (homens, mulheres, com menos ou mais idade) e trabalham conforme a rotina e individualidade do protegido, adaptando-se aos seus compromissos, viagens e horários com respeito e discrição. “Os agentes também podem contar com o apoio de uma central de monitoramento 24 horas, que complementa o esquema de proteção e torna o serviço de vigilância ainda mais confiável”.

Considerada uma modalidade de elite do segmento, exige de seus profissionais qualificação e constante aprimoramento. “Mantemos nossos VSPPs sempre qualificados. Temos cursos de reciclagem e acompanhamos de perto o trabalho de cada um com o objetivo de garantir em um nível bastante elevado a proteção dos nossos clientes”, finaliza Marcelo.

 Saiba mais sobre os serviços de segurança patrimonial oferecidos pela Security

 

COMENTÁRIOS

Posts mais lidos

Security na #SecurityShowcaseWeek

Entre 21 e 23/9, a Security participou da #SecurityShowcaseWeek, evento digital da ISC Brasil. A empresa mediou painéis sobre ‘Tecnologia e as Pessoas’ e ‘Gestão integrada de Segurança’.

leia mais »

Setembro Amarelo - um cuidado de todos

A Campanha do Setembro Amarelo reforça os cuidados com a saúde mental e é marcada por ações de prevenção ao suicídio. Para conscientizar as pessoas é preciso oferecer apoio a partir de informações confiáveis e esclarecedoras, podendo abordar o tema sem tabus e preconceitos.

leia mais »