Embora a ideia de redução de riscos de segurança sempre esteja associada à imagem de câmeras, vigias e alarmes, os profissionais de alto nível desta área sabem que criar um ambiente realmente seguro é uma atividade complexa, que exige técnica e planejamento para encontrar as soluções certas para cada tipo de risco associado a um determinado negócio. Diante disso, é comum que, por falta de fornecedores preparados, muitas empresas fiquem vulneráveis a diversos problemas sem sequer se darem conta.

Para que sua empresa não seja uma delas, é importante dar atenção a alguns pontos críticos na gestão da segurança patrimonial, evitando vulnerabilidades que nem sempre são óbvias ou simples de serem percebidas ou solucionadas. Veja como melhorar sua análise de riscos e como selecionar o melhor fornecedor de segurança patrimonial:

  • Conte com especialistas: além da obrigatoriedade legal de serviços de segurança serem oferecidos por empresas especializadas e credenciadas, o treinamento e a preparação de consultores e vigilantes as torna muito mais capacitadas para analisar sua situação e oferecer as melhores soluções para cada caso, sem comprometer seu negócio. Caso você não tenha um especialista para isso, busque um fornecedor de segurança patrimonial, terceirizando os serviços e confiando na expertise do especialista;
  • Conheça seu ambiente: mesmo que sua empresa opte pela terceirização dos serviços, é importante conhecer seu ambiente e quais riscos ele pode enfrentar. Essa postura consciente ajuda a formar e difundir um pensamento coletivo em segurança, fazendo com que os colaboradores contribuam, conjuntamente para tornar o ambiente mais seguro para todos;
  • Escolha conscientemente: optar por um fornecedor de segurança patrimonial é uma excelente escolha para quem quer o máximo de experiência para ajudar na tomada de decisão. Ainda assim, esse passo requer muita pesquisa para encontrar uma empresa séria e qualificada para agir à altura de seus desafios. Pesquise seu histórico, verifique suas credenciais e examine a qualidade do treinamento dado a seus vigilantes, prestando atenção a detalhes, como carga horária e currículo. Além disso, confira a opinião dos clientes sobre o serviço oferecido, para ter uma boa referência antes de fazer sua escolha;
  • Fiscalize: seja um serviço interno ou externo, tenha alguém da confiança de sua empresa para acompanhar a equipe de segurança na implementação de soluções e no desenvolvimento de projetos, se certificar de que tudo está sendo adequadamente cumprido. Invista tempo verificando as questões trabalhistas, garantindo que todos os vigilantes estão atuando em conformidade legal, minimizando riscos posteriores neste ramo para seu negócio.

A terceirização de serviços de segurança é, portanto, uma boa saída, desde que seu fornecedor seja qualificado, preparado para estudar sua realidade e, a partir disso, oferecer as melhores soluções para cada desafio.

downlo